top of page
719f1cbc-471d-46f8-a24c-0354d79cb63b.jpg

Agro e Marketing – Parte II – Commodities e Varejo

No segundo episódio, sobre a relação do Marketing com o Agronegócio, abordaremos os tipos de ofertas (produto / serviço) das cooperativas para seus clientes (associados / consumidores), bem como a importância do Marketing para estabelecer vínculos emocionais que gerem valor.



PRODUTO / SERVIÇO


Uma cooperativa é uma associação livre entre trabalhadores de uma mesma atividade econômica. O grupo tem como objetivo prestar serviços de qualidade aos membros e obter vantagens competitivas no mercado. Assim sendo, toda a produção do grupo é destinada à cooperativa, que comercializa a produção no mercado. Ao final de cada exercício, o resultado é dividido entre todos, de acordo com as operações que cada um realizou com a cooperativa.


Dessa forma, a primeira grande fonte de renda das cooperativas agrícolas é a venda da produção, que não necessita de muitas intervenções industriais em seus processos, permanecendo em seu estado natural, as chamadas Commodities Agrícolas.


As commodities têm um elevado valor comercial no mercado financeiro, uma vez que são utilizadas como matéria-prima para a produção de outros produtos. Um exemplo é a soja, grão produzido e exportado pelo Brasil, tendo um papel relevante na bolsa de valores. As commodities obedecem a uma padronização mundial em termos de peso, tipo e tamanho. Além disso, os preços de cada uma delas não apresentam grandes variações em relação a outros países.


INDUSTRIA / VAREJO