top of page
719f1cbc-471d-46f8-a24c-0354d79cb63b.jpg

Sérgio Moro continua Senador

O TRE-PR formou maioria, na tarde desta terça-feira (9/Abril), contra a

cassação do senador do Sergio Moro.



O caso, no entanto, deverá ser decidido no TSE.


Já são 4 votos a 2 contra a cassação de Moro.


O único voto restante é o do desembargador Sigurd Roberto Bengtsson, presidente da Corte, mas o resultado a favor do senador já está garantido.

O processo só deverá ser decidido no TSE.


O PT e PL, autores dos pedidos de cassação de Moro, podem recorrer ao tribunal em Brasília.


Os partidos e o Ministério Público Eleitoral apontaram que o senador teve vantagem sobre os concorrentes por ter feito uma pré-campanha à Presidência, com gastos de mais de R$2 milhões.


Para os desembargadores, porém, não ficou provado que isso foi uma vantagem indevida.


Se Moro for cassado no TSE, ficará inelegível até 2030.


Por outro lado, ele não perderá os direitos políticos e poderá assumir cargos públicos não eletivos.