Cianorte está virando a indústria das multas de trânsito?

Por Paulo Tertulino - Blogueiro


Peço que não acreditem em mim. Recorram ao Órgão Oficial do Município. Diariamente a Diretoria de Trânsito (Diretran) publica a relação das infrações praticadas no trânsito de Cianorte.


Tem a relação dos notificados e multados. Não aparecem nomes, mas aparecem o número da placa dos carros e outros dados. Milagre não para a Prefeitura ter todos esses dados, não é?


Milagre sim, mas da tecnologia. Graças a instalação dos chamados semáforos inteligentes. Com câmeras que registram a velocidade e a placa dos carros. Furou sinal? Já era!


Esses semáforos inteligentes dispensam guardas de trânsito. Eles fazem o serviço. Sou bisbilhoteiro e o Órgão Oficial do Município é uma das minhas leituras diárias.


O que mais aparece nas relações publicadas pela Prefeitura são multas no valor de R$ 293,47. Não são poucas. São centenas delas durante a semana. Multa gravíssima. De longe as câmaras flagram e fotografam você acima da velocidade. Já era!


Agora vem a Zona Azul, o estacionamento regulamentado. Ótimo em um ponto. Muita gente aluga de grátis vaga de estacionamento e contribui para travar o trânsito.


Mais dinheiro no caixa da Prefeitura. Enquanto isto, a mesma Prefeitura vai pagar R$ 160 mil para a empresa que presta serviço do transporte coletivo. Está no Órgão Oficial.


Só que a empresa corta linhas e horários por toda a cidade. Em nome da crise, né? Tarifa a 2 reais é ouro de tolo. Poucos andam e a população inteira paga a conta.


Enquanto isto o senhor Marco Franzato vai levando suas lojas para outras cidades, quando deveria gerar empregos em Cianorte.


Por isto sua popularidade está derretendo. O papo de que “coisas lindas” virão por aí vai perdendo força. O povão quer emprego e saúde. Gastar milhões para enfeitar praças? Nem banda de música vai ter!